Controle de Ponto para Plantonista

De acordo com a CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), existem regras que determinam os formatos de jornada de trabalho. Por esse motivo, é essencial fazer um bom controle de ponto para ter certeza de que o plantonista não está excedendo a carga horária e dessa forma evitar problemas no futuro.

A melhor forma de fazer esse controle é implantando um bom relógio de ponto, capaz de trabalhar com cargas horárias diferentes. Só dessa forma o empregador terá certeza de que a jornada de trabalho é cumprida corretamente.

Se você tem alguma dúvida sobre controle de ponto para plantonistas, preparamos um post completo com tudo sobre o assunto, continue lendo.

Quais são as escalas de plantão mais utilizadas pelas empresas?
5×1
É quando o funcionário trabalha cinco dias e folga uma, com direito a um domingo de folga no mês. Como a CLT impõe uma jornada de oito horas diárias e 44 horas semanais, nesse tipo de escala o plantonista tem uma jornada de sete horas e 20 minutos diária.

5×2
Trabalhadores que seguem esse tipo de escala, trabalham cinco dias e folgam dois, que podem ser consecutivos ou não. Ou seja, uma jornada de 44 horas semanais, divididas em cinco dias da semana, oito horas e 48 minutos por dia.

4×2
Na escala 4×2, são 11 horas trabalhadas por dia, durante quatro dias consecutivos, com direito a dois dias de folga. Dessa maneira, considerando um mês com 30 dias, significa que o plantonista exerce a sua função durante 20 dias e folga 10. Portanto, ele trabalhou por 220 horas no mês, sendo remunerado com 30 horas extras.

6×1
Para plantonistas que trabalhem na escala 6×1, o trabalho é exercido por seis dias, com direito a uma folga. Caso o plantonista trabalhe no final de semana, a empresa deve conceder um Domingo de folga em um intervalo máximo de sete semanas. Lembrando que, domingos e feriados trabalhados, devem ser pagos em dobro.

12×36
Nesse tipo de escala o trabalhador exerce sua função por 12 horas, sem pagamento de hora extra, com direito a uma hora para refeição e folga 36 horas consecutivas. É uma escala usada geralmente em locais que não podem parar, como hospitais.

24×48
Essa escala é muito aplicada a plantões médicos, vigilantes, motoristas e policiais. São 24 horas de trabalho, por 48 horas de descanso. É bom ter atenção em relação a esse modelo de escala, porque apesar de ser permitida legalmente em algumas convenções coletivas, não possui amparo legal nos Tribunais Trabalhistas.

Qual a importância de contar com um relógio de ponto para fazer o controle de escalas?

Conforme a Lei 13.874 de 2020, empresas com mais de 20 funcionários devem fazer o controle de ponto dos seus funcionários. Mas se sua empresa trabalha em regime de escalas, é imprescindível que o registro seja feito da forma mais clara e eficaz possível. Por esse motivo o ideal é que a empresa adote um registro de ponto através de relógio de ponto eletrônico e que faça o tratamento das informações através de um software de controle de ponto. Dessa forma sua empresa conseguirá organizar a jornada de trabalho, conferir se todos os trabalhadores estão cumprindo suas escalas, controlar horas extras, faltas falhas e, acima de tudo, evitar complicações legais e processos trabalhistas.

Neste texto, você conferiu como funciona o controle de ponto para plantonistas. Se você ficou curioso para saber mais sobre as alternativas de gerenciamento de ponto, contate-nos através de nossas redes sociais e um de nossos especialistas entrará em contato ou visite o nosso site www.tecnoponto.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *