Liderança: quais os tipos e como desenvolver

A liderança não é apenas um cargo que supervisiona uma equipe. Um bom líder precisa ter diálogo e incentivar o time a trazer resultados com ainda mais qualidade e agilidade.

Os profissionais que atuam na área de Recursos Humanos precisam trabalhar diariamente com a gestão de pessoas. Neste setor, conhecer e dominar os diferentes tipos de liderança é essencial.

Ser um bom líder para a equipe se tornou fundamental para manter a produtividade da empresa, ainda mais com a chegada da pandemia e as inúmeras mudanças no mercado de trabalho, como a mudança da rotina para o modelo home office.

Diante disso, o conceito de liderança vem ganhando cada dia mais destaque dentro das instituições. O profissional que busca liderar e atingir os mais altos resultados não pode deixar de conhecer quais os tipos de liderança e como desenvolvê-la.

Como ter uma boa liderança?

Se preocupar apenas com os resultados financeiros do negócio e se esquecer como as equipes estão sendo lideradas é um dos maiores erros de um gestor.

Afinal, as metas e objetivos de uma empresa só serão atingidos com uma equipe eficiente e produtiva por trás. Além disso, o time precisa ser bem liderado para dar conta das suas atividades e evitar a sobrecarga e exaustão dos colaboradores.

Uma boa liderança deve incentivar e inspirar os seus funcionários, o líder deve ser uma figura importante para a evolução profissional e até mesmo pessoal dos seus liderados.

Por isso, é preciso observar e entender os diferentes tipos de liderança e descobrir qual o ideal para cada ambiente de trabalho.

Veja os diferentes tipos de liderança

Autocrática

A liderança autocrática consiste na centralização do gestor e a definição de regras claras e rígidas. Neste modelo, não há flexibilidade nas demandas e muito menos espaço para inovação e criatividade.

Esse modelo foi amplamente utilizado ao longo de muitos anos, contudo, nos últimos tempos ele tem sido criticado pelo excesso de burocracia e autoritarismo.

Um líder autocrático possui mais controle dos fluxos de trabalho, agilidade na tomada de decisão e conclui os projetos no prazo. Porém, ele conta com diversas desvantagens, como a desmotivação e desvalorização da equipe, aumento do estresse dos subordinados e um clima organizacional tenso.

Liberal

O modelo liberal é o contrário da liderança autoritária. Aqui o líder proporciona liberdade para a equipe e destaca a importância da autogestão do time. Ao contrário de dificultar inovações, a liderança liberal incentiva e facilita essas situações para o seu time.

Ao aderir a esse modelo o líder estimula a criatividade da equipe e garante autonomia para os seus colaboradores. Contudo, a produtividade pode baixar consideravelmente e ficar ainda mais suscetível ao erro.

Democrática

Na gestão democrática, há um equilíbrio entre as duas lideranças citadas acima. O líder democrático permite as contribuições e sugestões da equipe nos projetos e atividades e toma decisões sempre em conjunto, aproveitando o potencial de cada colaborador.

Nesse modelo, a equipe se sente valorizada e satisfeita, melhorando ainda mais o clima organizacional. O time tem espaço para ser criativo e inovar, mas demora mais tempo para tomar algumas decisões e possui pouco embasamento teórico para as suas ações.

Situacional

A liderança situacional se refere à atuação do líder de acordo com a situação que ele enfrenta. Dessa forma, ele pode ser mais assertivo de acordo com a sua experiência, pensamento e visão de negócio.

Em alguns dias pode ser um líder autocrático e em outros um líder liberal, por exemplo.

Um líder situacional possui mais inteligência emocional, visão mais estratégica e é capaz de atingir mais metas e objetivos. Porém, ao se adequar de acordo com cada situação, o líder possui uma visão de curto prazo e mudança repentina de estilo, o que dificulta a identificação com a equipe em que trabalha.

Conclusão

As lideranças são fundamentais para o crescimento e desenvolvimento de qualquer empresa, são elas as responsáveis por motivar, ajudar e inspirar a equipe, garantindo que o trabalho seja realizado com eficiência e que todos os resultados sejam alcançados.

Um bom líder é capaz de extrair o máximo da sua equipe, explorando o potencial de cada membro e abrindo espaço para que os jovens talentos tragam mais criatividade e inovação para a organização.

Agora que você já conhece os diferentes tipos de liderança, qual modelo combina mais com o seu estilo?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *